Historiadora noronhense faz palestra no Ceará nesta quinta-feira (05)

A presença americana em Noronha durante a segunda guerra mundial foi tema de palestra na Universidade Estadual do Ceará, nesta quinta (05), durante o II Encontro de História e Guerra Fria do Sertão. A convite da Universidade, a historiadora e Gestora do Memorial Noronhense, Grazielle Rodrigues, apresentou o tema Fernando de Noronha na Rota dos Teleguiados. O assunto faz parte de sua tese de doutorado, desenvolvida na Universidade de Coimbra, em Portugal, e é a continuação de sua pesquisa de mestrado. 


De acordo com a historiadora, falar neste tema significa expor "um salto significativo para o desenvolvimento científico da humanidade atual, já que sinaliza a tecnologia avançada utilizada pelos americanos, em 1958, para monitorar os teleguiados saídos do Cabo Canaveral, na Florida". Grazielle afirma, ainda, que "Boa parte de tudo o que utilizamos hoje em dia, origina-se desde os tempos de Guerra Fria" além de falar sobre a presença americana na ilha como a 11ª base estratégica para defender o Atlântico Sul. 

A investigação de Rodrigues resgata em fotos, documentos e textos mais de 10 anos de pesquisa sobre o tema EUA e Brasil, com foco, é claro, na esmeralda do atlântico (Fernando de Noronha). Sua pesquisa de mestrado, já citada, pode ser uma ótima referência para os pesquisadores ou curiosos da história de Fernando de Noronha. Os dados já foram sistematizados em um livro com o título "Fernando de Noronha e os ventos da Guerra fria". 




Você pode gostar também

0 comentários

Passeios, hospedagens e viagem!