CAIXA patrocina projeto Agentes Mirins em Noronha

Projeto será lançado no dia 31 de março, com o objetivo de resgatar o patrimônio histórico do Arquipélago

Estudantes de 13 e 17 anos serão beneficiados pelo projeto Agentes Mirins do Arquipélago, que será lançado oficialmente na próxima quinta-feira (31), com o intuito de valorizar o patrimônio da ilha. Desenvolvido e realizado pelo Centro de Pesquisa Histórica e Cultural de Fernando de Noronha (Cepehc), o projeto é patrocinado pelo Programa Caixa de Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro 2016, com um investimento de R$ 134 mil. A solenidade acontece na escola Arquipélago, a partir das 10h.

Este é o primeiro projeto social desenvolvido por uma instituição criada por noronhenses.
O objetivo é resgatar o patrimônio histórico local, além das tradições que foram estabelecidas no arquipélago, desde o seu povoamento. O público-alvo são os estudantes matriculados nos ensinos Fundamental e Médio, que participarão de oficinas sobre Educação Patrimonial, Direitos e Deveres, Educação Ambiental e Desinibição, além de debates, visitas a campo e estágios, acompanhados por profissionais que compõe a equipe interdisciplinar. Esses jovens se tornarão agentes multiplicadores dessas informações para os outros moradores do arquipélago, como forma de exercerem sua cidadania.

Agentes Mirins movimentará Fernando de Noronha até dezembro. Ao término das atividades, os participantes realizarão uma exposição na sede da escola para apresentar o resultado dos trabalhos. A expectativa é que o número de indivíduos beneficiados, diretamente e indiretamente, seja de mais de 100 pessoas, contando com a interação do empresariado local e de instituições públicas e privadas.

Cepehc – Fundado em 2008, o Centro de Pesquisa Histórico e Cultural de Fernando de Noronha tem o objetivo de resgatar e preservar a identidade e as tradições dos moradores do arquipélago. No mesmo ano da sua fundação, o Cepehc realizou um extenso trabalho de intervenção documental em diferentes instituições arquivísticas, que possuem documentos históricos sobre a ilha, como o Arquivo Nacional do Rio de Janeiro, o Arquivo Público de Pernambuco, a Cúria Metropolitana e o Arquivo do Tombo, em Portugal.

Essa pesquisa resultou em um inventário analítico contendo mais de 24 mil documentos digitalizados, salvaguardando, assim, parte da riqueza patrimonial de Fernando de Noronha. Também no Cepehc, encontra-se o Grupo de Pesquisa Noronha Multifacetado que se dedica a investigar a história da ilha.

Programa Caixa de Apoio ao Patrimônio Cultural Brasileiro - iniciativa que seleciona projetos que assegurem a democratização do acesso, a preservação do patrimônio cultural do país, além da promoção de ações de arte-educação e de programação cultural em museus.

Serviço:
Lançamento do projeto Agentes Mirins
Local: Escola Arquipélago – endereço:
Data: 31 de março de 2016
Horário: 10h

Você pode gostar também

0 comentários

Passeios, hospedagens e viagem!