Comunicado sobre a suspensão da visitação na piscina do Atalaia.

Na tarde desta terça-feira (14), foi divulgada uma carta à comunidade noronhense e aos seus visitantes, assinada por Eduardo Cavalcante Macedo, chefe do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, divulgando a suspensão das visitas à piscina natural da Atalaia. O motivo é a proliferação de algas crescendo em cima dos corais como o resultado de alguns fenômenos naturais (citados a seguir) que estão inviabilizando a visita ao ambiente. Portanto, com a finalidade de amenizar o estresse dos corais e a preservação do meio ambiente, a visitação está suspensa inicialmente por 20 dias. Após este prazo o Parque vai informar a nova situação.

Visita à Praia da Atalaia 

Atalaia é um dos atrativos mais procurados do Parque Nacional de Noronha. Este atrativo oferece ao visitante a oportunidade de mergulhar em um aquário natural repleto de vida onde poderá observar a fauna marinha em seu ambiente natural. A piscina que se forma na maré seca pode ser visitada diariamente por uma quantidade limitada de pessoas, já que devido a fragilidade deste ecossistema, o atrativo possui capacidade suporte diária. Se desta vez não deu certo, faça planos para voltar e aproveitar uma visita. 

Segue as informações apresentadas na Carta de suspensão:

1. Informamos que a visitação na piscina do Atalaia está temporariamente suspensa até 03 de maio de 2015. Através do monitoramente realizado pelo ICMBio constatamos grande quantidade de corais branqueados. Verificamos que em alguns pontos há algas crescendo por cima dos corais, o que demonstra que eles estão severamente debilitados.

2. O monitoramento das piscinas foi intensificado a partir do alerta de branqueamento em Fernando de Noronha emitido em 06 de abril de 2015 pelo Programa de Atenção aos Recifes de Corais da NOAA (Agência Norte Americana de Oceanos e Atmosfera), que detectou que a água do mar está mais quente do que a média para o mês de abril. O aumento da temperatura da água é uma das principais causas do branqueamento dos corais.

3. Nos últimos dias houve também grande aporte de águas doce, com a formação de dois cursos d’água desaguando na praia do Atalaia, como consequência das fortes chuvas no período. Além da água doce, há o carreamento de sedimento para a piscina, o que aumenta a turbidez da água. Juntos, a diminuição da salinidade, o aporte de sedimento e o aumento da temperatura da água elevam o nível de estresse sobre os corais.

4. Corais branqueados são muito mais sensíveis do que corais saudáveis. Os diferentes impactos afetam os ambientes recifais de maneira sinérgica, e quando já estão submetidos a algum nível de estresse, a visitação pode agravar ainda mais os efeitos negativos sobre os corais.

5. Desta maneira, a visitação está suspensa inicialmente por 20 dias. Ao longo deste período, a piscina continuará a ser monitorada a fim de avaliar a possibilidade da reabertura para visitação, dependendo da recuperação ou agravamento do branqueamento dos corais.






Você pode gostar também

0 comentários

Passeios, hospedagens e viagem!